Portal da Cidade Assis Chateaubriand

Educação

Aliança entre IFPR e Biopark leva curso técnico para dentro da indústria

O curso será baseado em metodologias ativas de ensino, na aprendizagem por projetos e aulas práticas

Postado em 11/03/2019 às 14:36 |

Aliança entre IFPR e Biopark em Toledo (Foto: comunicacao@ifpr.edu.br )

Aliança entre IFPR e Biopark em Toledo (Foto: comunicacao@ifpr.edu.br )

Toledo- Com o objetivo de suprir à grande demanda por profissionais qualificados na área de Tecnologia da Informação da região oeste do Paraná, o Instituto Federal do Paraná (IFPR) promove, através de uma parceria público-privada com o Parque Científico e Tecnológico de Biociências (Biopark) e as empresas Prati-Donaduzzi, Junsoft e Maxicon, o curso Técnico em Desenvolvimento de Sistemas. 

Odacir Antonio Zanatta, reitor pro tempore do IFPR, destaca que “o curso e o convênio são resultados de inédita e pioneira parceria público-privada para educação, ciência e tecnologia em completa sinergia entre academia e o setor produtivo, visando formar e reter profissionais altamente qualificados para atuar no desenvolvimento regional do oeste do Paraná em áreas de produção agropecuária e agroindustrial”.

Sobre o curso

O curso Técnico em Desenvolvimento de Sistemas será ministrado no Biopark, maior parque científico e tecnológico do Paraná com mais de 4 milhões de m² localizado no município de Toledo-PR, distante cerca de 32 km do Campus do IFPR em Assis Chateaubriand. 

As aulas têm início no dia 11 de março de 2019 e serão ofertadas de forma gratuita, no período noturno, com duração de 18 meses. O corpo docente será composto por professores do Campus Assis Chateaubriand, além de colaboradores e tutores das empresas parceiras. 

De acordo com o coordenador de pesquisa e extensão do Campus Assis Chateaubriand e também coordenador do Curso Técnico em Desenvolvimento de Sistemas, Renato Lada Guerreiro, o curso foi motivado pela grande demanda de profissionais qualificados e carência destes no mercado de trabalho da região, e um dos principais benefícios desta parceria público-privada para os estudantes é ter uma rápida inserção do mercado de trabalho. 

“Uma vez no curso, os estudantes poderão estagiar desde o primeiro dia de aula. As empresas parceiras darão a primeira oportunidade para experiência profissional dos alunos. Outro ponto importante é estar inserido no ecossistema de inovação do Biopark, que possui várias empresas de tecnologia incubadas e que possibilitarão experiências laborais aos estudantes”, ressalta Renato. 

O curso será baseado em metodologias ativas de ensino, na aprendizagem por projetos e aulas práticas. Nesse sistema, os estudantes participam ativamente do processo de ensino, trabalhando na solução de problemas reais, o que possibilita experiência para atuar no mercado de trabalho. Além disso, os estudantes desenvolverão projetos com pesquisa aplicada e serão inseridos no conceito de educação empreendedora.

De acordo com Renato Guerreiro, os benefícios se estendem a todos os estudantes do IFPR, que terão portas abertas para visitas técnicas possibilidade de desenvolvimento de pesquisas.

Fonte:

Deixe seu comentário